www.stone-ideas.com

Stone Stories: RP para a pedra artesanal

„Dia da pedra“Update: Um grande sucesso foi o „Dia da pedra“, o qual ocorreu em quase 40 cidades e localidades na Alemanha. No total ocorreram cerca de 60 eventos. Como por exemplo visitas guiadas pelo centro de cidades onde há construção com pedras artesanais; apresentações por parte de artesãos com a mão na obra (em muitas localidades pôde-se inclusive por a mão „na massa“ e trabalhar como um artesão) ou a iniciativa de muitas empresas que permitiram que visitantes entrassem em suas oficinas e pedreiras. O programa pode ser baixado (pdf, em alemão).

(Setembro 2008) Na Alemanha se realizará pela primeira vez em 18 de outubro deste ano o „Dia da Pedra na cidade“, o qual contará a nível nacional com açõs em torno do tema Pedra Artesanal. Como exemplos destacamos que nesta ocasião serão apresentados em Berlim trabalhos por artesãos e em Munique será realizado um passeio geológico guiado, através da cidade, para estudantes.

Iniciador do projeto é o Professor de Geologia Johannes H. Schroeder da Universidade Técnica de Berlim. Um representante incansável da sua profissão, ele já foi responsável pela criação da rede Steine-in-der-Stadt (Pedras-na-Cidade, em alemão). Motivo da sua nova ação é o Ano Internacional do Planeta Terra, aclamado pela Unesco para o ano de 2008.

BusinessStone.com, por ocasião da iniciativa alemã, realizou uma pesquisa à nível europeu sobre ações semelhantes. Caro leitor, caso você saiba de algo semelhante em sua região por favor nos informe para que publiquemos tal nota.

Em toda a Europa realizam-se Simpósios significativos, os quais ocasionam projetos parecidos. Ações muito significativas ocorrem na Espanha e na França:

Espanha: O „Dia del Mármol“ („Dia do mármore“) foi mais uma vez realizado este ano pelo setor pedreiro da região de Alicante. No dia 23 de maio nos arredores dos povoados de Pinoso e Novelda, onde estão localizados as empresas do setor pedreiro mais importantes no processo do mármore regional.

Aqui quer-se menos propaganda para a pedra artesanal e mais utilização desta como material de obra em circuitos adequados, como entre arquitetos por exemplo. Este ano já foram convidados mais de 300 especialistas para visitas operacionais e palestras, dentre os quais encontravam-se estudantes de arquitetura junto à seus profesores e mestres. Materias informativos também foram distribuídos.

Na França há, ou melhor, houve, ao longo de dez anos o „Mois de la Pierre“ („Mês da Pedra“). Iniciado por a revista francesa especializada, a Pierre Actual, e duas Associações do setor. O objetivo foi „dar um empurrão nas companhias para a sua auto-promoção“, como Claude Gargi, redator chefe da revista, escreveu em um e-mail à BusinessStone.com.

Ao final faziam parte da ação cerca de 100 companhias francesas. Preferidos pelo público eram as exibições de artesão no trabalho, as quais em algumas regiões se transformavam em festa popular. Interessante era que o frio mês de novembro era sempre o mês eleito para o evento. Com visitas em pedreiras, dias de visita em importantes ateliês ou palestras sobre os aspectos mais diversos, que eram sempre oferecidas, entre outros acontecimentos.

Uma central com o nome de Centro para a Propaganda da Pedra Artesanal e suas Profissões (Centre de Promotion de la Pierre et de ses Métiers, CPPM) destacou-se como centro de toda a organização do evento, apoiando as companhias participantes com materias informativos, inclusive com dicas de como lidar com a imprensa local.

„2007 foi o último ano do Mois de la Pierre“, escreve Claude Gargi, justificando tal fato com motivos financeiros: „O problema principal era o financiamento da central de organização, a qual editava materiais imprensos e ajudava as companhias participantes“. Somente algumas companhias ainda mantêm a tradição e fazem eventos próprios.

Pierre Actual noticiou nas suas edições de janeiro de maneira detalhada sobre as atividades do „Mois de la Pierre“.

A propósito: mais uma ação de RP resultou em fracasso por parte dos iniciadores franceses há pouco tempo: a tentativa de uma campanha televisiva para a pedra natural. Uma campanha semelhante tinha sido realizada com sucesso pelo setor madereiro. O setor pedreiro só conseguiu juntar para a sua campanha de seu nome „L’Image de la Pierre“ 240.000 Euros, cerca de um quinto da quantia necessária.

Ano Internacional do Planeta Terra