www.stone-ideas.com

Mercados: Produtos de alto valor e Go East

Design em arenito de Aldo Cibic para Grassi Pietre („Marmomacc meets Design“ 2007).(Setembro 2008) O setor italiano de rochas veja o futuro das pedras de alta qualidade e os produtos derivados a estes. Este sentido é citado num informativo de imprensa do presidente da Associação Cosmave da região de Apua-Versiglia: „O mercado para os produtos de baixo custo e ainda não trabalhados é cada vez mais dominado pela China, Turquia, Brasil e Índia.“ Ao contrário disto, estão sendo criados mercados para produtos de luxo exatamente no países aqui nomeados.

A maior procura por pedra natural provêm do leste, acredita o chefe da Confindustria Marmomacchine, „há uma procura crescente a partir dos Emirado Árabes e do leste europeu: Rússia, com seus barões da matéria prima, os quais fazem capital com a venda de petróleo e gás natural“.

Ao contrário do ano anterior ao de 2007, o setor pedreiro italiano notou um grande aumento na demanda de exportações de produtos processados e semi-processados para estes países. Para a Rússia houve um aumento de 36,5 %, o que representa um ganho de 47,4 milhões de Euros (em 2006 o ganho foi de 34,7 milhões de Euros), nos Emirados Árabes houve um crescimento de 27,6 %, o que significa 19,8 milhões de Euros ao contrário do ano de 2006 onde o ganho na exportação para os Emirados somente alcansou os 15,5 milhões de Euros); no comércio com a Croácia houve um aumento de 17,3 % (19,6 milhões de Euros contra 16,7 no ano anterior).

A exportação italiana de produtos processados e semi-processados para os E.U.A. e para a Alemanha, que até então representavam 42 % de toda a exportação, caíram em 12,3 %, o que representa um ganho de 676 milhões de Euros ao contrário dos 765 milhões de Euros no ano de 2006.

No total a Itália exportou no ano de 2007 materiais relacionados com pedras processadas e semi-processadas no valor de 1,616 bilhões de Euros, o que representou uma queda mínima de 0,8 % em comparação ao ano anterior (1,629 bilhões de Euros). Na Importação de blocos brutos houve uma queda de 5,5 % (442,1 milhões de Euros) e um crescimento na exportação destes de 4,3 % (246,3 milhões de Euros).