www.stone-ideas.com

Miscelânea

    (Janeiro 2009) Uma excepcional exposição de minerais chamada „Terra Mineralia“ (em alemão) foi inaugurada em Outubro 2008 no estado de Saxônia na Alemanha. Está localizada na velha cidade de mineração Freiberg. Mostra não somente cerca de 5000 peças da colecção privada Pohl-Ströher, famosa entre especialistas. Mas também o tipo de apresentação é inovador. A exposição já foi comparada ao Smithsonian Institute in Washington D.C. e ao Musée National d’Histoire Naturelle em Paris.

Há 50 milhões de anos, a Índia de hoje entrechocou-se com o antigo continente da Eurásia. A grande velocidade do movimento da Índia causou o desdobrando do Himalaia com montanhas de mais do que 8 mil metros de altura e do Planalto de Tibete. O que possibilitou a alta velocidade da Índia foi verificado (em alemão)  por cientistas do alemão GeoForschungsZentrum Potsdam (GFZ) e do indiano Geophysical Research Institute (NGRI): a chapa da Índia só tinha 100 km de grossura (o normal é o dobro) e assim podia flutuar mais rapidamente na rocha derretida no manto do planeta. Aliás: a velocidade era de 20 cm por ano.

Entre os maiores construtores com rochas ornamentais são os recifes de corais, que estão erguendo deste milhões de anos suas estruturas de calcário em áquas quentes. Desde apenas uma década de anos são conhecidos recifes de áqua fria (em inglês) estendendo-se da Espanha até a Noruega em profundidades de 100 até alguns 1000 metros. A sobrevivência de ambos está ameaçada.

As redondezas de San Francisco, a chamada Bay Area, deve se tornar a região líder na transição de carros de gasolina para carros elétricos até 2012. Seja que esta acção ofereça opções para a indústria de rochas? De fato é preciso instalar 250.000 estações de carregamento mais 200 centros de troca de baterias – com natural material de construção, claro. O projeto „Better Place“ (em inglês), que organiza a acção, já mantem instalações similares na Dinamarca (em inglês), na Austrália (em inglês) e em Israel (em inglês).