www.stone-ideas.com

Arte: O corset de mármore de Margherita

„Corset“, Mármore Bianco di Carrara com estrutura em ferro. Por Alexandra Becker

(Outubro 2009) A temperamental artista italiana Margherita Serra tem uma queda especial por corsets de mármore. Calor humano e ternura, fragilidade e sensibilidade é o que ela expressa com suas criações em Bianco Carrara, Rosa Portogallo e Nero del Belgio.

Margherita tem as pedras no sangue: suas raízes estão no Sassi di Matera, a falésias de Matera, um lugar bastante especial no sul da Itália. O centro histórico de Matera foi completamente entalhado nas falésias para moradia ainda na antiguidade, e parte dele ainda é habitado atualmente.

A artista nasceu no ano de 1943 em Bréscia, a cidade dos escultores, conforme afirmam os historiadores. Ela concluiu o ginasial na Academia de Belas Artes de Carrara e depois estudou arquitetura no Instituto Politécnico de Milão. Hoje ela vive parte do tempo em Bréscia e outra parte em Carrara, a cidade do mármore, onde procura pessoalmente seus blocos nas minas da região. Nesses momentos ela já tem em mente o que deverá surgir.

Em Carrara, onde Michelangelo e Canova já foram bastante ativos, ela trabalha no mundialmente famoso atelier de Nicoli. A história da arte é algo vivo nesse lugar. Tem sido assim desde fins do século 18 e início do século 19, quando trabalharam ali artistas da era moderna e contemporânea como Arturo Martini, Lorenzo Viani, Louise Bourgeois, Anish Kapoor e Antoine Poncet. No atelier Nicoli todas as ferramentas estão à disposição para que Margherita imprima com sua energia e personalidade nos toscos menires de pedra um toque feminino que caracteriza todas as suas obras.

Margherita já recebeu diferentes encomendas estatais de sua Bréscia natal. De especial importância é o monumento em memória das vítimas do holocausto nos campos de concentração nazista, o „Monumento ai Caduti nei Lager“, na Via Vittorio Veneto em Bréscia (1979).

Margherita Serra

Exposição „Dress in Dreams“