www.stone-ideas.com

Mercados: Uma rede através dos continentes

(Novembro 2009) A criação de uma federação geral para o ramo de pedras naturais foi objeto de um encontro durante a Marmomacc. A iniciativa foi tomada pela Organização da Feira de Verona. Os convites foram formulados pela organização européia Euroroc, que reúne as federações nacionais. Quase 20 pessoas participaram do evento, com uma clara predominância do Ocidente: ao lado de representantes de organizações europeias e norte-americanas, apenas duas instituições indianas se fizeram presentes.

Representantes dos EUA apresentaram sua campanha „Genuine Stone“ (Pedras Genuínas), iniciada em 2007 e desde então concretizou, entre outras coisas, uma marca registrada (veja abaixo), um website com informações para compradores e uma ação de marketing na mídia.

Na discussão final mostram-se dois pensamentos dominantes a respeito de um trabalho conjunto em escala internacional. Um deles desejava um logotipo mundial para o setor, de modo a evitar um conglomerado de diferentes marcas sobrepostas, e assim privilegiar a idéia de uma identidade global para o setor.

O outro lado viu mais sentido na necessidade de um trabalho conjunto em termos da padronização técnica. A razão disso, entre outras, está no fato de que atualmente muitos países discutem aspectos ecológicos do sistema de construção e que suas políticas vão legislar sobre o tema. O setor de pedras deveria portanto produzir em cooperação global publicações técnicas que impedissem a superposição de regramentos, os quais poderiam tornar o comércio internacional inviável.

O Environment Product Declaration (EPD), ou Declaração Ambiental de Produto, é um desses assuntos centrais. Essa nova prescrição da União Europeia exige que futuramente todos os materiais empregados na construção de prédios governamentais, estaduais, municipais ou de instituições públicas informem sobre o consumo de energia necessário a sua produção ou sobre as possibilidades de sua reciclagem. Euroroc publicou há pouco um estudo sobre o tema; a Austrália já possui um sistema de pontuação, chamado Eco Label.

O acordo ratificou como primeiro passo a troca de endereços entre os presentes, de modo a se criar uma rede. Um futuro encontro deve acontecer quando os europeus puderem apresentar os resultados de seus trabalhos sobre o EPD, o que poderia acontecer dentro de alguns meses.

 Genuine Stone é como se chama a logomarca que, no âmbito de uma campanha de marketing de mesmo nome, foi criada pelo setor de pedras norte-americano. Via de regra, ela é oferecida às empresas que são associadas a essa federação. Empresas que não são associadas também podem participar. Quem quiser ostentar a logomarca, não precisa pagar por isso. Em todo caso é esperado que algo seja feito em favor da campanha. O website da campanha não nomeia as empresas que o financiam.

Pedra Natural é como se chama a logomarca na Europa, traduzida em diferentes idiomas. Ela foi criada depois de um longo e trabalhoso processo pela Euroroc, a organização central de todas as federações nacionais. Quem quiser utilizar a logomarca deve comprar uma licença. Os custos são diferentes nos paises: em alguns são de 100 € por ano, em outros estam incluídos na filiação numa organização do setor. Na Alemanha, a licença (alemão) começa com 150 € por ano dependendo do tamanho da empresa subindo até 1800 € para empresas não filiadas. No website da Euroroc e naqueles das federações nacionais são mencionadas as empresas financiadoras. A logo mostrada está em língua finlandesa.