www.stone-ideas.com

Mercados: Aquecimento com Pedras e Energia Elétrica

(Janeiro 2010) Um inovativo aquecimento de piso está sendo oferecido pela empresas portuguesa Granisintra: „Stonecell“, o produto, combina pedras naturais como fonte de calor, alimentada por energia elétrica.

O sistema tem três componentes. Um são módulos plásticos (40 cm x 40 cm x 4 mm), que são colocados sobre o piso. Neles são aplicadas como segundo componente bobinas de aquecimento, condutoras de energia elétrica. Sobre essas recai o terceiro componente: pavimentos de pedras naturais. Os pavimentos são fixados através de ranhuras nos módulos plásticos, que por sua vez pode ser aparafusado no piso. Uma faixa de alumínio na pedra encarrega-se de distribuir o calor por toda a superfície do pavimento.

Em comparação com os aquecedores de piso corriqueiros, nos quais água quente corre por canos no piso, aquele sistema tem a vantagem de aquecer um apartamento bem mais rapidamente. Aproximadamente 15 minutos após o acionamento deverá ser alcançada a temperatura ambiente normal, afirma o fabricante. Essa performance pode ser acelerada por mais bobinas de aquecimento nos módulos.

Outra vantagem é que os componentes podem ser aplicados fácil e rapidamente. Também é possível instalá-los em paredes. Além disso, o sistema deixa-se desmontar e reinstalar em outros locais. E quando um pavimento é estragado, esse pode ser trocado, retirando-se a peça por seu encaixe lateral.

No momento corre um processo de patenteamento do produto. Os testes do Laboratório Nacional de Engenharia (LNEC) de Portugal foram bem-sucedidos, segundo informações da empresa. Até agora a Granisintra vendeu cerca de 5.000 m² de „Stonecell” e os utiliza nas áreas de circulação dos próprios escritórios há cerca de cinco anos. Dois dos componentes, o pavimento de pedra e a bobina de aquecimento são encontráveis no mercado; apenas os módulos, naquela configuração, são um desenvolvimento da Granisintra.

Um ponto fraco do „Stonecell”: o aquecimento com energia elétrica não faz sentido desde o ponto de vista ecológico. Afinal, na produção dessa, por assim dizer, mais nobre forma de energia, perde-se muito da energia primária empregada. Sendo assim, o novo sistema deve encontrar seu maior mercado em países de clima quente, onde se apresentará como melhor alternativa ao aquecimento com ar-condicionado.

A Granisintra tem sua sede em Pero Pinheiro, localizada nos montanhas atrás de cidade de Sintra e a cerca de 30 km de Lisboa. Desde 1989 a empresa trabalha com granito, acrescendo outros tipos de pedra mais tarde.

Granisintra

Fotos: Granisintra