www.stone-ideas.com

Arquitetura: Casas para se levar

(Fevereiro 2010) Uma casinha de caracol ela não é, mas alguma semelhança com isso a Granihouse tem: a área habitável é de apenas 48 m², ela é completamente mobiliada e no caso de mudança de seu proprietário ela pode ser colocada numa caçamba e levada embora.

A empresa Graniminho,sediada em Ponte de Lima, no norte de Portugal, já está com o produto no mercado há um bom ano e não pode se queixar da demanda. Os pedidos até agora vêm sobretudo dos vizinhos espanhóis. „Mas também já fornecemos casas para a França”, afirma Orlando Ribeiro, „e até da Escandinávia temos notado firme interesse”.

À primeira vista, talvez não se consiga acreditar realmente. A casinha, suportada por uma viga de metal, paredes de 20cm de espessura e 24 toneladas de peso total, parece estar mais adequada para a vida no sul, onde as temperaturas europeias são mais altas. De fato elas foram desenvolvidas para isso, como casas de campo para fins de semana, cabanas para praia ou montanha, ou ainda para depósito de ferramentas de jardinagem. „A Granihouse está preparada em termos térmicos para as variações médias de temperatura da península Ibérica, mas temos opção para reforçar o isolamento térmico.“ Externamente, as paredes são revestidas com o granito doméstico, comum em Ponte de Lima.

O preço é de 60 mil €, incluindo todo mobiliário e também transporte e instalação. Isso perfaz 1.250,00 € por m². A empresa tem quatro modelos em oferta. A menor delas tem apenas 32 m². Vários complementos podem ser incluídos, de acordo com a vontade do cliente, como por exemplo células solares no teto. Também existe um modelo chamado „Office“ (escritório).

Entre a encomenda e a montagem decorrem apenas três meses. O transporte é realizado por uma equipe da empresa, assim como as ligações de água e energia elétrica no local. Para ambos existe no verso da casa as respectivas conexões. Fundações não são necessárias, mas uma placa de base no solo; e a casinha também pode ser elevada.

Pelo menos em Portugal, não apenas o preço acessível ou a mobilidade da casinha são uma vantagem: em alguns lugares o imposto sobre imóveis não recai sobre elas.

Graniminho

Granifinas

Produtos semelhantes são oferecidos pela empresa grega Lithorama. Um de seus modelos é a capelinha pré-fabricada.

Fotos: Graniminho

A propósito de casinha de caracol, pesquisadores australianos encontraram um comportamento surpreendente em polvos (octopus). Os animais usam cascas de coco atiradas ao mar para proteger-se de ataques ou para esconder-se. Quando precisam fugir de um local, eles levam a „casinha” junto (vídeo). A descoberta inédita é que o uso de ferramentas e o planejamento futuro parece se estender também aos invertebrados e não apenas aos pássaros e mamíferos, como se pensava antes.