www.stone-ideas.com

Mesquita moderna

(Agosto 2010) Essa mesquita é incomum, e por duas razões: por um lado, ela encarna um desenvolvimento moderno em relação à arquitetura tradicional de templos religiosos muçulmanos. De outro, ela também comporta capelas destinadas às preces de cristãos e judeus. Deixe-se claro que por ali não passam pregadores ou rabinos para cumprirem suas liturgias, de todo modo, crentes dessas religiões podem encontrar-se ali.

A razão para esse ecumenismo é que a mesquita foi construída ao lado da Universidade Bilkent, em Ankara, e praticamente pertence àquele campus. Essa universidade se proclama moderna e aberta para estudantes de todo o mundo.

Doğramacızade Ali Pasa é o nome da mesquita. Ela homenageia o acadêmico e patrão turco Ihsan Doğramacı, o qual construiu a universidade e também pagou a mesquita. A construção foi complatada em 2008. Doğramacı faleceu em 2010, aos 93 anos e foi sepultado no jardim dessa mesquita.

O interior do grande salão de preces evita quase completamente a tradicional decoração islâmica. As paredes e tetos são revestidos com fino calcário Kufeki e são muito economicamente decoradas. Isso amplia a sensação de espaço do ambiente e reforça o efeito da iluminação.

A cúpula de vidro teve uma concepção e execução bastante complexas, permitindo que os raios do sol ou da lua modifiquem completamente a atmosfera no interior do templo. „Através do uso de elementos arquitetônicos espaciais e materias, o prédio tenta estabelecer uma vez mais o delicado equilíbrio entre a humildade de uma alma diante do tempo infinito e do cosmos com o finito desejo de uma vida feliz durante esta existência“, é como os planejadores do SFMM Arquitetos definem o objetivo da obra. Transcendência concreta, por assim dizer.

O minarete e a fachada externa foram revestidos com Denizli-Travertin. No pátio interior foi aplicado granito e, nas dependências de lavagem, mármore. Todas as rochas ornamentais são da própria Turquia. De madeira são o púlpito (Minbar), de onde é feita a pregação das sextas-feiras, e a sala das preces (Mihrab), direcionada para Meca. Tudo isso reforça a impressão de discreta elegância, que permeia todo o prédio.

Evidentemente houve críticas a essa abordagem ecumênica. Foram expressos receios de que a capela cristã pudesse atrair novos adeptos. Também foi perguntado por que oferecer tal espaço a adeptos de outras religiões, quando sabidamente seu número ali é inexpressivo. Defensores por sua vez lembraram que o islã já ofereceu mais tolerância: na virada do século 19 para o 20, era comum em Constantinopla e outras grandes cidades que hospitais e casas de saúde mantivessem, ao lado da mesquita, uma igreja ortodoxa e uma sinagoga.

SFMM

Fotos: SFMM

Nova mesquita em Berlim

Também Berlim tem uma nova e interessante mesquita. Ela fica no bairro Kreuzberg, e do lado de fora é quase inidentificável: a fachada de arenito espanhol também poderia ser a de uma prédio de escritórios e ao invés de um grande minarete existem quatro pequenos.

De destaque no campo das rochas ornamentais, existem ali o púlpito e a sala de preces. Ambos foram completamente compostos com o tradicional mármore branco. As peças foram fabricadas na China e fornecidas em partes: „Como o projeto todo foi financiado exclusivamente com doações, precisamos acompanhar os preços atentamente“, explica Birol Urçan da Associação Islâmica de Beneficência, que criou o projeto.

Paralelamente foram empregados mármores da Turquia e da Grécia. O granito reveste a sala de lavagens e o porão. Em todos os cômodos internos é magnífica a decoração com motivos orientais em gesso. Para completá-la, especialistas em estuque da Espanha se somaram à equipe alemã. Os arquitetos são Günter Barnstedt und Mohammad Miri.

O templo religioso leva o nome Omar Ibn Al-Khattab e é a âncora do Maschari Center, o qual aquela associação quer transformar em um centro para todos os moradores do bairro, tradicional reduto de imigrantes turcos. „Nossa casa está aberta a visitantes e a pessoas de outras crenças“, sublinha.

Ele planeja ali, em cooperação com o Departamento de Informação Profissional para a Juventude e com a Escola de Ensino para Adultos, ambos estatais, oferecer cursos de língua alemã gratuitos, entre outras iniciativas. O centro também deverá ter um espaço comercial, para um restaurante e lojas.

Homens e mulheres rezam na nova mesquita do bairro Kreuzberg, e não em salas separadas, mas conjuntamente, tendo os homens seu espaço à frente e as mulheres, atrás. Essa mesma fórmula funciona em Meca, em Medina e na mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém.

Não houve resistências dignas de nota naquela notória esquina, diretamente em frente da estação de metro Görlitzer Bahnhof. Diferente foi o caso no bairro Pankow-Heinersdorf, pertencente à antiga Berlin Oriental: ali os cidadãos protestaram fortemente contra a mesquita.

Outra nova mesquita digna de uma visita na Alemanha é o Fórum Islâmico (alemão) na cidade de Penzberg, no estado da Baviera.

Mesquita Omar Ibn Al-Khattab (alemão)