www.stone-ideas.com

Miscelânea

(Agosto 2010) Fachadas de vidro tem resultado claramente pior do que as de rocha ornamental, desde o ponto de vista ecológico. A conclusão é de um estudo encomendado pela Federação Alemã de Rochas Ornamentais. De um lado, o gasto de energia com refrigeração e calefação nas fachadas de vidro é muito mais alto. E fachadas de rocha oferecem custos energéticos muito menores para o mesmo tipo de prédio. Por outro lado, o gasto energético para fabricação das fachadas de vidro também é significativamente maior. Também em outros fatores ecológicos o material rocha tem melhor desempenho que o vidro quando aplicado em fachadas. Um resumo do estudo foi publicado pela revista Naturstein emn sua homepage (alemão).

Tendência de recuperação nos EUA. Na edição de julho falamos sobre a drástica redução nas importações de rochas ornamentais nos EUA durante o ano de 2009. Agora a revista Stone Business traz novas cifras, de abril de 2010, que em comparação com o mesmo mês no ano anterior registra uma forte melhora. Isso coincide com nossa avaliação, de que há pouco mais de três trimestres os negociantes presentes em feiras internacionais tem se mostrado novamente otimistas com as encomendas norte-americanas.

Os estados franceses agora podem ser vistos em um quebra-cabeças de rocha de 5 m x 5 m, espessura de 15 cm, com um peso líquido de mais de 6 t (francês 1, 2). A obra de arte se encontra em Maussane-les-Alpilles. Para ele o arquiteto Bernard Souveton e sua esposa encomendaram rochas a cerca de 70 empresas de toda a França, que ambos serraram de acordo com o projeto. Cada pedaço de rocha leva o nome do estado do qual procede.

„Stone Project“ é como se chama a iniciativa do College of Art de Edinburgo. A ideia é promover o trabalho artístico com rochas e por isso coleciona em sua homepage as mais diferentes informações, desde dados geológicos até técnicas artesanais de beneficiamento, incluindo material fílmico.

Dreamwall Marble Glass da empresa americana Gardener Glass Products é feito de fotos de uma fatia de rocha atrás de vidro.

Em seu marketing, o setor europeu de rochas ornamentais repete com prazer que desde a antiguidade clássica o mármore é admirado. Não é bem assim, afirma a exposição „Deuses Coloridos“ no Museu Pergamon, em Berlim: por certo o mármore era então o material predileto, mas os templos e esculturas eram pintados.

Para os proprietários de imóveis que tem medo de ver suas chaves escondidas sob o capacho parar na mão de ladrões, surge uma novidade da Polônia: uma rocha de verdade, com uma concavidade fechada por uma tampa imperceptível, permite que se coloque as chaves ali dentro. Depois basta depositar a tal peça em algum lugar insuspeito do jardim.

Caixa de correspondência com campainha feita de rocha é oferecida pela empresa belga Marbrerie Louis.

Video do Mês: Skate numa pedreira, numa ação de relações públicas da Red Bull.