www.stone-ideas.com

Arte: Aos mosaicos, companheiros!

(Janeiro 2013) Para fazer funcionar o engajamento de cidadãos com rochas ornamentais basta aprender com a experiência de Cracóvia, na Polônia, realizada no ano passado. Os ingredientes dessa receita de sucesso são: pegue um artista engajado e uma política local igualmente dedicada, um punhado de patrocinadores e um pouco mais de 1000 voluntários, deixe-os 3 dias cozinhando em fogo alto…

… e ao final um triste muro de cimento em uma passagem subterrânea se transforma em um lindo mosaico com motivos florais.

E se no originalmente planejado quarto e último dia de trabalho nada mais houver para fazer, em razão da enorme participação popular, ainda se pode organizar uma festa para comemorar, como aconteceu em Cracóvia.

A história anterior: o Rondo Mogilskie é um cruzamento em rotatória nas margens do centro histórico de Cracóvia, no qual o tráfego é bastante intenso. Para atravessar a rua é necessário descer por uma passagem subterrânea, ou seja, o cidadão tem que encarar duas escadarias e entre elas passar por um longo e triste, humm, corredor polonês.

Por um acaso encontraram-se no início de 2012 o artista de mosaicos Lubosz Karwat e a vereadora Margaret Jantos. Rapidamente uma ideia uniu ambos: um muro de cimento de 22 m de comprimento deveria ser embelezado até a altura de 1 m.

Em sintonia com os urbanistas responsáveis, o projeto tomou feições locais: a base para o projeto deveria sair de motivos florais do pintor Stanisław Wyspiański (1869-1907). Ele nasceu em Cracóvia e trouxe de seus anos em Paris influência do estilo art nouveau, tendo criado grandes vitrais em uma igreja local, vindo a terminar seus dias naquela cidade.

„Wyspiański na Mogilskim“ (Wyspiański no Mogilskie) foi o nome da iniciativa. Lubosz Karwat compôs o projeto artístico e fez um plano detalhado de sua aplicação. No início da realização aconteceu uma campanha midiática na cidade, com seleção de 20 voluntários, que mais tarde se tornariam ajudantes. Eles receberam t-shirts com o slogan da iniciativa.

No primeiro dia da ação, mal tinha Karwat começado a esboçar as linhas das folhas, caules e flores na parede…

… acorreu uma multidão ao subterrâneo do cruzamento Rondo Mogilskie: não apenas estudantes, mas inclusive gerentes de empresas em finos ternos eram vistos fazendo seus primeiros passos nas técnicas de mosaico. Também aposentados, que na Polônia ou em qualquer outro lugar do mundo sabidamente dispõem de pouco tempo, desceram ao local e deixaram-se animar pela moçada na hora de experimentar aquele trabalho.

Quem só podia ficar por pouco tempo, teve a chance de colar algumas peças naquela longa superfície sob monitoramento de voluntários. E quem quis fazer um intensivo na arte do mosaico recebeu informação detalhada e encontrou naqueles motivos florais um desafio. „Isso resultou em um acabamento bastante variado ao longo daqueles 22 m“, afirma Karwat.

A iniciativa criou um tal entusiasmo, que para maio que vem está planejada uma nova ação, em outra passagem de pedestres. „Há superfícies cinzentas em profusão“, acrescenta Karwat, sorrindo.

Não devemos esquecer de mencionar os patrocinadores: a empresa Rogala forneceu os tipos de rochas, as ferramentas, óculos de proteção e luvas foram oferecidos respectivamente por Weha, Granex e Makita; os químicos (aglutinadores, colantes e impermeabilizantes) pela Tenax, Atlas e Moazaikoholik.pl. A iniciativa aconteceu em conjunto com um festival de arte na cidade.

Lubosz Karwat
Vídeo

Rogala
Weha
Granex
Tenax
Moazaikoholik.pl
Makita
Atlas

Fotos: Maciej Strzelczyk

See also: