www.stone-ideas.com

A história da „Inacabada“ de medidas monumentais em mármore Sölker

Depois que o cantareiro austríaco Michael Egger superou uma enormidade de desafios, restou da poço ao menos uma piscina.

Depois que o cantareiro austríaco Michael Egger superou uma enormidade de desafios, restou da poço ao menos uma piscina

Realmente monumentais eram as dimensões dos blocos brutos desta poço que o mestre cantareiro austríaco Michael executou: 4 x 4 x 1,20 m, ou seja, 50 t de peso.

O material é mármore Sölker, originário de uma pedreira dos alpes austríacos.

O material é mármore Sölker, originário de uma pedreira dos alpes austríacos.

No próprio local a peça monumental foi transformada em um bloco bruto transportável. Foram cortados os locais com fissuras ou colorações indesejadas.

Mas mesmo com o encurtamento, o transporte não foi nada fácil.Mas mesmo com o encurtamento, o transporte não foi nada fácil.

Mas mesmo com o encurtamento, o transporte não foi nada fácil.

O ponto de partida para os „acabamentos“ era uma rotunda com 3,50 m de diâmetro e 60 cm de altura.

O ponto de partida para os „acabamentos“ era uma rotunda com 3,50 m de diâmetro e 60 cm de altura.

Dela era para ser feita uma bacia.

Terá sido uma sorte que Egger, exatamente neste momento, tivesse encomendado uma serra de cinco eixos com comando CNC, que ele então pôde imediatamente testar sob estas complicadas condições? Ou terá sido mais providencial que o encomendante não tenha estabelecido uma data para a entrega do trabalho?

Em todo caso, Egger agradeceu expressamente a empresa Gemba (Thibaut), que forneceu a máquina. „Recebemos muito mais suporte do que estava previsto no contrato de compra. Assim pudemos conduzir o processo passo a passo.“

A enorme bacia foi trabalhada com 490 perfurações.

A enorme bacia foi trabalhada com 490 perfurações.

Quanto a este beneficiamento, sua execução seguiu um desejo do encomendante: distribuir brindes de publicidade a seus clientes com os 490 cotos restantes da perfuração.

Até aí, tudo bem. As perfurações acabaram e a rotunda tinha um tipo de superfície perfurada que se parecia à de uma colmeia. Então se tratava de, no passo seguinte, separar o material restante.

Contudo, isso se mostrou inesperadamente esgotante. Afinal, as colmeias geralmente não se deixam afastar de sua base.

Quando também isso – feito a martelo, cinzel e pura violência – terminou, a máquina voltou a ser utilizada. Ela conferiu ao piso da bacia a necessária inclinação de 3 cm para o ralo, que foi perfurado separadamente.

Um elemento marcante da poço era uma base de coluna, que permaneceu ali, acima do curso d'água. Sobre esta coluna devia ser assentado mais tarde um relógio de sol.

Um elemento marcante da poço era uma base de coluna, que permaneceu ali, acima do curso d’água. Sobre esta coluna devia ser assentado mais tarde um relógio de sol.

Nesta reportagem, há várias referências do tipo „desejava“, „queria“, etc. A razão disso desvenda o segredo do encomendante: trata-se de uma empresa de energia solar, que queria uma poço em frente à entrada de sua sede central.

E no caminho a história teve uma mudança inesperada, afinal o até aqui próspero mercado de células fotoelétricas enfrentou a concorrência da China e o encomendante cancelou a finalização da poço.

O cantareiro Michael Egger tomou isso com seu jogo de cintura habitual. Claro que ele havia garantido a situação com um contrato.

Por fim, ele ao menos usou a „Inacabada“ com seus colaboradores para um banho e umas fotos.

E ele adora o mármore Sölker: „As estruturas na rocha imitam o movimento das ondas, como na própria água não há.“ E ficou feliz que, por fim, do material com alguns milhões de anos surgiu algo simplesmente belo.

Os acessórios restantes talvez ainda sejam colocados, em algum momento, depois de passado algum tempo…

Steinmetz Egger em alemão

Fotos: Michael Egger

(27.12.2016)