Ardmore Residence: um arranha-céu residencial para Cingapura, a cidade dos jardins

A fachada do Ardmore Residence em Cingapura, inaugurado em 2013, devia ser especial não apenas em um, mas logo em dois aspectos: por um lado ter a aparência de um prédio residencial de luxo em um dos melhores bairros desta metrópole asiática, que se orgulha de ser amplamente ajardinada, então a construção também precisava expressar interesse pelo verde ou algo relacionado ao tema.

Os arquitetos do UNStudio, da Holanda, conferiram ao edifício de 36 andares e 135 metros de altura uma fachada totalmente incomum para um arranha-céu. O padrão é uma mistura de elementos orgânicos e utópicos, que se repetem a cada 4 andares.

Quem deixa a imaginação devanear ante a visão do edifício pode ver nele uma árvore ancestral com uma casca toda perfurada, a qual oferece habitat a uma variedade de animais. Fotos: Iwan Baan

Quem deixa a imaginação devanear ante a visão do edifício pode ver nele uma árvore ancestral com uma casca toda perfurada, a qual oferece habitat a uma variedade de animais.

Por isso os andares mais baixos parecem monumentais raízes aéreas, como as de um manguezal tropical. Apenas a partir do 8º andar há apartamentos residenciais. Foto: Iwan Baan

Por isso os andares mais baixos parecem monumentais raízes aéreas, como as de um manguezal tropical. Apenas a partir do 8º andar há apartamentos residenciais.

Particularmente interessante para nós é como as rochas ornamentais foram empregadas nesta construção de luxo. A empresa M&G Contracts, que buscou as rochas no Irã, Itália e Espanha, e também as instalou, foi homenageada com um dos prêmios Pinnacle Awards do Marble Institute of America (MIA).

Esta é a área de acesso ao prédio. A parede é decorada com placas de ônix espelhadas („end match”). Foto: M&G Contracts

Esta é a área de acesso ao prédio. A parede é decorada com placas de ônix espelhadas („end match”). Por razões de custo, decidiu-se contra o uso de mármore, habitual nestes casos.

As bordas arredondadas apresentaram um desafio especial para a M&G Contracts. Nossa foto mostra a mesa de recepção da portaria, que ali tanto recebe quanto se despede dos moradores e seus convidados. Foto: M&G Contracts

As bordas arredondadas apresentaram um desafio especial para a M&G Contracts. Nossa foto mostra a mesa de recepção da portaria, que ali tanto recebe quanto se despede dos moradores e seus convidados.

Até mesmo a obra de arte „My Pumpkin Exists in the Infinite” (Yayoi Kusama, 2013) está localizada aqui. Foto: M&G Contracts

Até mesmo a obra de arte „My Pumpkin Exists in the Infinite” (Yayoi Kusama, 2013) está localizada aqui.

O porão, onde estão as garagens, é marcado por um painel de travertino. Ao contrário do ônix na recepção, aqui os veios da rocha correm horizontalmente.  Foto: M&G Contracts

O porão, onde estão as garagens, é marcado por um painel de travertino. Ao contrário do ônix na recepção, aqui os veios da rocha correm horizontalmente.

Também nos cômodos internos as rochas ornamentais contribuem consideravelmente para a ambientação. Foto: M&G Contracts

Também nos cômodos internos as rochas ornamentais contribuem consideravelmente para a ambientação.

Também nos cômodos internos as rochas ornamentais contribuem consideravelmente para a ambientação. Foto: M&G Contracts

Como „living landscape” (paisagem viva) era como os arquitetos queriam caracterizar os apartamentos e assim também estabelecer a ligação com o lado verde da cidade.

Também nos cômodos internos as rochas ornamentais contribuem consideravelmente para a ambientação. Foto: M&G Contracts

Também nos cômodos internos as rochas ornamentais contribuem consideravelmente para a ambientação. Foto: M&G Contracts

Cingapura tem de fato um povoamento extremamente denso, e ainda assim é conhecida como cidade-jardim. Atualmente muitas fachadas são concebidas assim, com espaços verdes verticais, que tentam tornar mais agradáveis o clima entre as gargantas formadas pelos prédios e também a vista desde as janelas.

M&G Contracts

Pinnacle Awards

UNStudio

Ardmore Residence

See also:

 

 

 

 

(28.07.2014)