www.stone-ideas.com

Inspirando novas vidas ao mármore

Com a palavra da moda atual, „reciclagem”, muitas pessoas enganam a si mesmas. Porque normalmente trata-se apenas de „down-cycling”, ou seja, embora o material possa voltar a ser usado, ele perde muito em qualidade, de modo que numa próxima tentativa seu destino inevitavelmente será a lixeira. O papel, por exemplo: após novas imersões e secagens, as fibras de madeira tornam-se tão curtas que no máximo ainda é possível fazer papelão. Depois, só restará a incineração.

Paolo Ulian e Moreno Ratti, designers italianos, enfrentaram esta questão com ladrilhos de mármore de tamanho 40×40 cm até o fim do ciclo.

Suponhamos que uma grande quantidade destes ladrilhos de mármore esteja ociosa em um armazém de algum lugar. A tarefa dos dois deisgners foi: o que pode ser feito a partir do mármore ainda valioso e durável, exceto cascalho e brita?

Suponhamos que uma grande quantidade deste material esteja ociosa em um armazém de algum lugar. A tarefa dos dois deisgners foi: o que pode ser feito a partir do mármore ainda valioso e durável, exceto cascalho e brita?

Bem, por exemplo, a lâmpada com o nome „Più O Meno” (Mais ou Menos). Para isso, corta-se o resto de revestimento em três partes, das quais duas de mesmo tamanho serão usadas no pé da lâmpada.

Bem, por exemplo, a lâmpada com o nome „Più O Meno” (Mais ou Menos), ou com símbolos: „+O-“. Para isso, corta-se o resto de revestimento em três partes, das quais duas de mesmo tamanho serão usadas no pé da lâmpada.

Particularmente original nesta foto: o que aparentemente seria sombra, na verdade é o próprio corte da luminária.

Particularmente original nesta foto: o que aparentemente seria sombra, na verdade é o próprio corte da luminária.

Sua claridade pode ser controlada com o deslocamento da estrutura para frente ou para trás, regulada por um sistema de conexão no pé da luminária.

Sua claridade pode ser controlada com o deslocamento da estrutura para frente ou para trás, regulada por um sistema de conexão no pé da luminária.

Pré-requisito para este sistema de conexão é a precisão do corte, realizado com jateamento d’água. Ali Paolo Ulian usou sem muito alarde em sua concepção de design uma propriedade marcante de uma tecnologia ainda relativamente nova.

Agora digamos que em nossas pilhas de lixo encontram-se também peças com espessura superior a 1 cm, por exemplo, 4 cm. Elas também serão muito úteis para o designer.

Vejamos o caso do vaso „Gerla”. Nele são feitos recortes concêntricos, os quais são em seguida empilhados.

Vejamos o caso do vaso „Gerla”. Nele são feitos recortes concêntricos, os quais são em seguida empilhados. A parte restante pode servir para fazer uma tigela de frutas. Se pode preencher áqua no pé deste vaso.

Da mesma forma, „O-ring”, mais uma vez uma fruteira. Aqui estamos de volta aos revestimentos com 1 cm de espessura.

Da mesma forma, „O-ring”, mais uma vez uma fruteira. Aqui estamos de volta aos revestimentos com 1 cm de espessura.

E também assim no caso da fruteira „Piet”.

E também assim no caso da fruteira „Piet”.

Finalmente, o relógio de parede „Quadrando”, também um brinquedo para o cliente.

Finalmente, o relógio de parede „Quadrando”, também um brinquedo para o cliente.

Ou a mesinha de café „Sfrido”. Relembrando: a matéria-prima ainda é o revestimento de rocha com dimensões de 40x40x1 cm.

Ou a mesinha de café „Sfrido”. Relembrando: a matéria-prima ainda é o revestimento de rocha com dimensões de 40x40x1 cm.

Comentamos com Paolo Ulian que o designer norte-americano Joe Doucet também já lançou peças com um sistema de conexão similar (veja também). Ele nos respondeu: „Gosto das ideias de Joe Doucet, porque elas são bastante secas, muito essenciais.”

E acrescentou que a tecnologia do jateamento d’água faz com que seja possível retrabalhar resíduos de revestimentos de mármore gerando produtos de alto valor – que por sua vez praticamente não geram novos resíduos.

Aqui os designers usaram de forma inovadora a longevidade da rocha ornamental como uma das peculiaridades do material.

Paolo Ulian

Moreno Ratti

Fotos: Paolo Ulian / Moreno Ratti

See also:

 

 

 

 

(23.10.2014)