www.stone-ideas.com

„Salões“ de rochas ornamentais nas ruas do centro histórico de La Louvière, na Bélgica

La Louvière: os planejadores urbanos do escritório Skope e o artista Emile Desmedt executaram seus projetos em calcário Pierre Bleue Belge.

A pequena cidade de La Louvière, na Bélgica, perto da fronteira com a França, tem em suas calçadas zonas especiais para reunir os cidadãos, são os „Salões“, como eles próprios os chamam. Desde a modernização do centro urbano, bancos e assentos convidam a relaxar ali. A pavimentação de concreto normal das calçadas é substituída por um revestimento de pedra calcária local, Pierre Bleue Belge.

Algumas dessas áreas de descanso receberam um design original: anéis atravessam a calçada, em geral pavimentada com desenhos lineares.

Algumas dessas áreas de descanso receberam um design original: anéis atravessam a calçada, em geral pavimentada com desenhos lineares. Ao redor deles corre uma faixa metálica com uma inscrição. Estas zonas foram projetadas pelo artista Emile Desmedt. „Intervention” é como se chama em La Louvière esse tipo de integração de um elemento estranho.

O escritório de planejamento urbano Skope coordenou essa modernização do centro da cidade. Uma das diretrizes foi tornar a cidade mais verde. No entanto, apenas nas ruas vicinais foram plantadas árvores. As praças são bastante livres, como se clareiras fossem repetidamente abertas aos transeuntes.

As praças são bastante livres, como se clareiras fossem repetidamente abertas aos transeuntes.Outra diretriz foi revitalizar as diferentes zonas com materiais e iluminação atraentes.

Outra diretriz foi revitalizar as diferentes zonas com materiais e iluminação atraentes.

Assim, encontra-se o calcário Pierre Azul particularmente nas áreas de descanso, além dos „Salões“ também nas praças com bancos alongados, feitos de madeira.

Três cores dominam a pavimentação, determinadas pelas diferentes técnicas de tratamento das superfícies.

Três cores dominam a pavimentação, determinadas pelas diferentes técnicas de tratamento das superfícies: flamejadas, bujardadas e serradas.

A empresa Les Carrières de la Pierre Bleue Belge forneceu uma quantidade considerável de 12.000 m². Devido à grande dureza dessa pedra calcária, ela também é chamada „Petit Granit“.

A iluminação é especialmente marcante nos „Salões“: ali as luminárias estão colocadas de modo a lembrar lâmpadas de cabeceira ou abajures de leitura.

A iluminação é especialmente marcante nos „Salões“: ali as luminárias estão colocadas de modo a lembrar lâmpadas de cabeceira ou abajures de leitura.

Vale a pena mencionar um outro detalhe, as marchetarias de mármore brilhante. Os motivos de louças fazem referência à empresa Real Boch.

Vale a pena mencionar um outro detalhe, as marchetarias de mármore brilhante. Os motivos de louças fazem referência à empresa Real Boch, um grande fabricante de cerâmicas, que tem sua sede em La Louvière.

Na aldeia vizinha de Chimay, famosa por sua cerveja, o escritório Skope teve uma tarefa similar.

Na aldeia vizinha de Chimay, famosa por sua cerveja, o escritório Skope teve uma tarefa similar. Aqui foram empregadas rochas Pierre Bleue em placas ou como paralelepípedos.

Besonderheit sind die rechteckigen Poller aus dem Stein. Uma particularidade são as tartarugas retangulares de pedra. Em certos lugares elas convidam a sentar-se e assim demarcam essas zonas.

Uma particularidade são as tartarugas retangulares de pedra. Em certos lugares elas convidam a sentar-se e assim demarcam essas zonas.

Há também cubos com superfície executada em aço Corten. Os símbolos em suas superfícies informam sobre a história da cidade.

Há também cubos com superfície executada em aço Corten. Os símbolos em suas superfícies informam sobre a história da cidade.

Skope

La Louvière

Chimay

Fotos: Skope

(29.04.2015)