www.stone-ideas.com

A revitalização do Queens Quay em Toronto: Pavimentação em granito com folhas de plátano

Toronto renova e revaloriza sua costa ao longo do lago Ontário.

Houve críticas de ter sido escolhido granito para essa pavimentação. A justificativa do município é digna de uma publicidade do setor de rochas ornamentais: „Foi apenas uma questão de design de excelência“, explica o diretor-presidente da Waterfront Toronto. „A chance de reformar uma orla assim aparece a cada 100 anos, é uma sorte, mas também é uma obrigação fazê-la bem.“

Para o passeio público mais largo, ao lado da água, os arquitetos utilizaram a silhueta da folha de plátano canadense como elemento de design.

O Waterfront é a margem costeira de Toronto para o Lago Ontário. A joia dessa revitalização foi a modernização do Queens Quay, o cais que se estende por mais de 2 km na orla. Afirma-se que o número de visitantes poderá competir com o da praia de Copacabana, no Rio.

O Toronto Waterfront antes da modernização. Foto: West8O Toronto Waterfront antes da modernização. Fotos: West8

A obra durou três anos. Em junho de 2015, a via foi aberta ao público, em todo caso não houve políticos cortando fitas, mas cidadãos acenando com longas fitas azuis.

O projeto paisagístico veio do escritório holandês West8, em cooperação com colegas canadenses do dtah architects.

Um resumo das obras: além de uma renovação completa dos tubos e fiações subterrâneos, as antigas 4 pistas para carros foram reduzidas para 2, foi colocado um trem de superfície sobre a avenida e uma ciclovia, com alargamento do passeio público. Além disso, mais de 200 árvores foram plantadas.

A ampliação das áreas para pedestres foi obtida pelos arquitetos com os agora famosos 3 WaveDecks: ...... Eles se projetam em pequenas áreas sobre a superfície da água adjacente, na forma de ondas, cobertas com tábuas de madeira, e abrem espaço para quem queira flanar de um lado pra outro, ou simplesmente sentar-se.

A ampliação das áreas para pedestres foi obtida pelos arquitetos com os agora famosos 3 WaveDecks: Eles se projetam em pequenas áreas sobre a superfície da água adjacente, na forma de ondas, cobertas com tábuas de madeira, e abrem espaço para quem queira flanar de um lado pra outro, ou simplesmente sentar-se.

Foi especialmente trabalhosa a pavimentação em granito das calçadas em ambos os lados da avenida. Foi utilizado granito local (cerca de 2,5 milhões de pedras colocadas à mão), Royal Canadian vermelho e San Sebastian branco. Ambas as variedades vêm da província de Quebec e foram fornecidas pela empresa Polycor.

Ao longo das pistas da ciclovia, as pedras têm superfícies ásperas.

Para o passeio público mais largo, ao lado da água, os arquitetos utilizaram a silhueta da folha de plátano canadense como elemento de design.

Alguns detalhes técnicos:
* A pavimentação foi executada perpendicular à direção de passeio dos transeuntes;
* Os contornos das folhas estão executados em granito branco;
* Em seu interior, a pavimentação tem inclinação de 45 graus;
* A superfície das pedras foi cortada com jateamento de água e flamejada;
* Ao longo das pistas da ciclovia, as pedras têm superfícies ásperas.

Foi dada particular atenção para que o piso fosse agradável de se andar mesmo com salto alto. As experiências nesse sentido determinaram que a largura dos rejuntes não deveria ser maior que 1,2 cm. Eles são preenchidos com areia de polímero Techniseal: dura, porém flexível. A execução da pavimentação foi da empresa Aldershot Landscape Contractors, auxiliada pela UCC e JC Paving.

No geral, o custo da modernização do Queens Quay foi de 128,9 milhões de dólares canadenses. Desse montante, 11,9 milhões de dólares foram aplicados em 21.245 m² de pavimentação e meios fios.

A pavimentação foi executada perpendicular à direção de passeio dos transeuntes.Toronto Waterfront.

O orçamento foi ultrapassado em mais de 35 milhões de dólares durante a construção. As rochas ornamentais foram responsáveis nessa parte por 4,4 milhões de dólares, entre outras razões porque a zona foi ampliada com granito. Além disso, outra justificativa da administração foi que „o preço do granito subiu por causa do boom da construção civil em Toronto“, informa o jornal Toronto Sun.

Waterfront Toronto

Video da inauguração

West8

dtah architects

Polycor

Techniseal

Toronto Sun

Fotos: Nicola Betts

See also:

 

 

 

 

(13.08.2015)