www.stone-ideas.com

Cersaie em Bologna: enormes formatos em cerâmica e cópias sempre mais perfeitas de outros materiais

O pavilhão 22, dedicado a fornecedores de rochas ornamentais, madeira e revestimentos duros para pisos foi o predileto de expositores e visitantes

Não houve nada revolucionário na Cersaie deste ano, o salão internacional de cerâmicas para revestimentos arquitetônicos e assessórios de banho, de 28 de setembro a 2 de outubro em Bologna. Por outro lado, as tendências de anos anteriores se mantiveram: as placas cerâmicas estão cada vez maiores e simultaneamente mais finas; as superfícies de muitos revestimentos não são mais lisas, mas compostas com formas em relevo; as cópias de outros materiais se tornam cada vez mais perfeitas e incluem, além de rochas e madeira, ferro fundido, tijolos e muito mais.

As placas cerâmicas estão cada vez maiores e simultaneamente mais finas. Fotos: Peter Becker

E essas imitações também têm recebido toques adicionais, por exemplo, com um visual de material bastante antigo („usado“ ou „vintage“).

Nos chamou a atenção que muitas dessas cópias usam direto e sem qualquer cerimônia o nome dos materiais que imitam. Com a chamada denominação de origem controlada, haveria uma proteção importante para o setor de rochas.

Há 2 anos a Cersaie se esforça por ampliar o foco do evento para além da cerâmica. O objetivo é oferecer aos muitos arquitetos e decoradores de interiores que visitam a feira informações completas sobre as possibilidades de composição de banheiros. Em razão disso os „revestimentos duros“ são um novo tema da feira.

Como afirmou Andrea Serri, assessor de imprensa da Cersaie, deseja-se conquistar entre os expositores „apenas empresas do mais alto nível“.

Neste ano apresentaram-se no pavilhão 22, dedicado ao tema, diversos fornecedores de produtos de madeira e cerca de 10 empresas de rochas ornamentais.

O Testi Group apresentou um novo desenvolvimento da revolucionária composição de paredes „Hyperwave“, do arquiteto Pongratz Perbellini.

A seu lado foram expostas duas malas com o título „Orient Express“, nas quais a arquiteta Eve Marie Larquetoux combinou diversos tipos de mármore com madeira e metal.

Também a Pibamarmi esteve representada ali.

Outras exposições de empresas de rochas ornamentais podem ser vistas abaixo.

101.809 pessoas visitaram a feira, praticamente exatamente o mesmo número do ano anterior. Contudo, o percentual de visitantes estrangeiros aumentou em 3,5%, passando a 48.235. Foram no total 872 expositores, 319 deles estrangeiros, de 39 países.

Mais um comentário sobre as agora gigantescas placas de cerâmica, com dimensões de 3,20 m x 1,50 m, por exemplo. Segundo a revista especializada Cer (Nr. 36, international), elas encontram aplicação especialmente em reformas, onde se pode simplesmente aplicá-la sobre o revestimento existente, tanto quanto em projetos onde o peso não tenha importância alguma, como no revestimento de portas, fachadas ou iates.

Uma nova aplicação interessante está no revestimento antibacteriano: as grandes superfícies sem rejuntes tornam essas placas ideais, por exemplo, para hospitais.

A espessura chega a um mínimo de 3mm. Mais que 6 mm não são necessários, mesmo no caso dos maiores formatos, de modo que se chega a um peso de 7,5 kg/m² ou entre 11 e 14 kg/m². As grandes placas têm uma combinação de materiais especial, e são na maioria das vezes fortalecidas com fibra de vidro, prensadas sob grande pressão e temperadas a uma temperatura de 1200 graus Celsius.

A revista Cer comenta: „A fabricação alcança excepcionais certificações de construção ecológica, advindas do baixo consumo de matérias-primas, energia e água, além de um baixo impacto posterior sobre o meio ambiente.“

Também foram mostrados na Cersaie dispositivos especiais para transportar esses grandes formatos em segurança.

Cersaie 2016, de 26 a 30 de setembro

Produtos de fabricantes de cerâmica italianos

Tureks. Foto: Peter BeckerTureks. Foto: Peter Becker

(29.11.2015)