www.stone-ideas.com

Arquitetura: dobrado pela força da natureza

(Julho 2011) Construir nos Açores significa, inevitavelmente, lidar com as forças da natureza, com penhascos que terminam no mar, com escarpas de antigos vulcões e com a invasão do verde subtropical por todos os lados. O escritório lisboeta de arquitetos Aires Mateus & Associados recebeu a missão de construir na ilha principal dos Açores, São Miguel, o Centro de Pesquisa da Lagoa das Furnas. O resultado: os prédios estão ordenados um tanto humildemente, timidamente, na orla do lago, isolam-se do exterior com uma parede de contenção, mas mantém no interior uma atmosfera quente e habitável.

Os arquitetos alcançaram esse resultado trabalhando com formas simples e com a decisão de utilizar materiais locais.

Falaremos aqui dos dois principais prédios, a sede dos laboratórios, com suas salas de pesquisa, e da unidade habitacional. Ambos estão situados a pouca distância e são semelhantes na forma: basicamente são construções de ângulo reto, ou mesmo cúbicas, com alguns cantos irregulares. Na frente apresentam paredes de rochas, que oferecem uma entrada marcante ao nível da planta baixa.

Essas paredes exteriores podem ser interpretadas como paliçadas de uma fortificação. No interior desses fortes, no entanto, o que se vê são instalações modernas. No prédio dos laboratórios, cada unidade tem uma identidade própria e também um pátio interior. Isso fica explícito nas janelas, de estilo marcante.

O prédio de apartamentos, por sua vez, sublinha em sua aparência o caráter comunal. Contudo, cada unidade habitacional tem seu pátio particular, garantindo um refúgio de privacidade.

O basalto domina a aparência das paredes exteriores. A rocha vulcânica foi cortada nas redondezas e colocada manualmente para revestir as paredes de concreto. O basalto é o material mais comum nos Açores, afinal todas as ilhas ali formaram-se de picos de erupções vulcânicas.

Internamente as paredes são revestidas com madeira. O piso nos pátios internos é de basalto e também os tetos mais baixos.

Os Açores se localizam no oceâno Atlântico, cerca de 1.500 km de Portugal, ou a 4.300 km de Virgínia, nos EUA. Antigamente essas ilhas desempenharam papel importante nas navegações em direção ao Novo Mundo.

Aires Mateus & Associados

Fotos: Fernando Guerra