www.stone-ideas.com

Feiras: Grande evento para as rochas locais

(Julho 2011) Um marketing internacional deve começar já na porta de casa. Afinal apenas dali podem vir os recursos para a conquista do mundo. Como isso pode acontecer na prática é o que mostrou a „Carrara Marble Week“ („Semana do Mármore em Carrara“) em junho. A iniciativa foi da organização local da feira, com seu intrépido chefe Giorgio Bianchini.

O motivo para esse evento cultural foi, em primeiro lugar, o fato de que a feira Marmotec, de Carrara, anteriormente o mais importante encontro do setor, perdeu demasiado terreno para sua concorrente Marmomacc, de Verona. Em segundo lugar, a região dos alpes da Apulia, anteriormente um dos mais significativos centros internacionais de beneficiamento de rochas ornamentais, perdeu muita participação no mercado para a concorrência asiática.

Em terceiro lugar, essa feira acontece agora apenas uma vez a cada 2 anos e assim faz o que pode para, na entressafra, se manter em pauta.

Giorgio Bianchini é um homem com ideias incomuns e um grande talento para entusiasmar outras pessoas com elas. Em uma frase, seu conceito para a Marble Week pode ser resumido assim: tornar a marca „Carrara“ e sua feira internacional Marmotec fortes outra vez e, no primeiro passo dessa caminhada, outra vez entusiasmar seus próprios conterrâneos com a ideia.

Para isso ele levou de 8 a 12 de julho ao centro antigo da cidade objetos de design, arte e arquitetura, fez apresentar shows de luz e performances, os quais nenhum morador e nenhum visitante da região pudesse ignorar, tendo sempre claro que o mármore é o ponto central e nevrálgico da região. Muitos desses objetos eram espetaculares, como o Cadillac de 14 toneladas de Arabescato White, feito em 1986 pela SGF Workshop, o Cubo-Zero do escritório de arquitetura Snøhetta ou o David de Michelangelo em resina em grande formato, de Studi D’arte Michelangelo, Prof. Luciano Massari.

Notável foi também a realização da ideia. Como eixos condutores, os organizadores organizaram 4 caminhos através do centro histórico de Carrara. Ali se informava em 4 „Línguas“, como dizia o título, sobre mármore e também se tornava o material palpável para o público.

Uma dessas „línguas“ dedicou-se ao tema „Matéria“. Ali 11 blocos foram espalhados pelas ruas, associados por exemplo a fotos de trabalhadores em pedreiras. Isso devia ilustrar como, desde a colina, uma rocha ornamental é obtida para diferentes aplicações.

Outra ‚língua‘ tinha „Arquitetura/Design“ como tema. Ali havia grandes instalações com, entre outras, uma documentação sobre o ainda em construção One World Trade Center e também o Cubo-Zero, o qual já apresentamos. Ele permanecia iluminado à noite, o que queria simbolizar o caminho da humanidade através de arquitetura e luz.

Na língua „Artes“ foram mostrados trabalhos em mármore de 6 estúdios, entre eles obras de Francesco Cremoni. A empresa Elle Arte, especializada em cooperações com escultores, apresentou duas esculturas de mármore em ângulo reto de Jean Gabriel Coignet e a „Máscara“, em travertino vermelho, de Robert Courtright.

„Comunicação“ era o título da última língua. Também aqui tratava-se de design, ou seja, de como o material é trazido à fala, através de sua formatação, e depois colocado em cena.

Além desses grandes elementos, havia em muitos lugares apresentações e instalações menores, de modo que a curiosidade dos visitantes fosse amplamente satisfeita. Até em crianças foi pensado: para elas foi construído um teatro. Ali encenou-se a relação entre seres humanos, natureza e cidade. Um grupo de 40 arquitetos internacionais foi convidado a visitar a empresas e pedreiras.

Evidentemente que um grande evento dessa envergadura precisa de um componente intelectual. Para isso foram organizadas mesas redondas e convidados especialistas, que falavam de suas experiências com mármore de Carrara e das possibilidades do material.

Todos os eventos era gratuitos.

O sucesso foi tamanho que a Marble Week foi prolongada em 2 semanas e durou até 26 de junho.

Os apoiadores foram instituições da província da Toscana, da região Massa-Carrara e da própria cidade de Carrara. Os patrocinadores foram o Carrara Savings Bank, que também engajou sua fundação, e a empresa de iluminação Martinelli Luce. A Academia de Belas Artes local ofereceu suas instalações.

Entre as empresas do setor de rochas, foram parceiras do evento Franchi Umberto Marmi, GEMEG, Il Fiorino, MT&S, Italmarble Pocai, Savema, Società Apuana Marmi e Up Group.

Carrara Marble Week

Fotos: CarraraFiere