www.stone-ideas.com

Feiras: Indústria de rochas chinesa segue seu próprio caminho

(Abril 2012) Um esplêndido concerto foi organizado para abrir a Feira de Xiamen e recepcionar seus convidados: a apresentação incluía a Xiamen Philharmonic Orchestra, dirigida por Zheng Xiaoying. Nascida em 1929, essa primeira mulher a reger uma orquestra na China vivenciou muitas grandes mudanças em seu país e há pouco tempo sobreviveu também a um câncer. Ela fundou essa orquestra no que então era apenas uma província e apenas com apoio estritamente privado conseguiu levá-la à fama internacional.

O público agradeceu em pé com longas ovações um concerto que incluiu compositores ocidentais e chineses.

A feira também ofereceu um serviço extra a seus expositores. Pela primeira vez havia um „New Product Launch”, onde empresas podiam expor em separado suas criações especiais. Nenhuma outra feira do setor tem algo do gênero. As empresas com as quais conversamos mostraram-se positivamente surpresas com a ideia, mesmo que essa primeira edição, com cerca de 20 presentes, não tenha sido exatamente gloriosa.

Pela terceira vez foi organizado um congresso, dessa vez com o tema „Stone Designer Forum“. Cerca de 50 espectadores acompanharam as palestras de Ernesto Ghenzi, escultor suíço (falou sobre a produção em massa e sublinhou o valor das criações individuais), Jeffrey Matthews, consultor norte-americano, advertiu para os perigos da tendência por produtos de baixo preço), Katsunori Ogawa, diretor de design na NTT Facilities (apresentou cases de arquitetura do Japão), e Shahina Waheed, da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial – ONUDI (que apresentou um projeto paquistanês, através do qual mulheres alcançam independência financeira produzindo mosaicos). Peter Becker, da Stone-Ideas.com, discorreu sobre o visual adequado para produtos do dia a dia em rochas ornamentais.

Curiosidade: No site da Feira na internet, a versão em inglês deste evento ainda mostrava temas e fotos de palestrantes que ali estiveram em 2010…

A feira teve sua 11ª edição e mostrou que soube aproveitar o crescimento ininterrupto dos anos anteriores. Ela tornou-se a mostra mais importante do setor não só na Ásia, mas em todo hemisfério oriental.

No momento um enorme pavilhão ao lado do prédio central encontra-se em construção. Ele acrescenta 30.000 m² à área expositiva, de modo que as feiras dos próximos anos passem a dispor de 145.000 m². No novo pavilhão serão acomodados os expositores estrangeiros, informa Marsha Tsai, da organização do evento.

Sobre os produtos expostos entre 6 e 9 de março em Xiamen, pode-se dizer que parece haver uma tendência do mercado doméstico chinês em favor de rochas mais finas. Por um lado, ficamos sabendo que placas para fachadas agora são demandadas em 17 mm e não mais em 20 mm com antes. Por outro, apareceu um número significativo de fornecedores de novos tipos de porcelanato (porcelain stone): trata-se de 3 mm de mármore sobre uma base de 7 mm de cerâmica.

É de se supor que a origem dessa tendência esteja na política do governo chinês, que no atual plano quinquenal tem por objetivo um programa de produção ecológica. Os fornecedores, em todo caso, sempre sublinham que esses produtos aliviam a pressão sobre recursos naturais. Além disso, os laminados são mais baratos, mais leves e mais duráveis que os revestimentos maciços e ou placas para fachadas.

Duvidosa, no entanto, é a real eficiência ecológica desses produtos. Afinal a economia no emprego da rocha natural também traz consigo um consumo de energia bem maior, pois a cerâmica é produzida em fornos de altas temperaturas.

Contudo, a balança pode pender para o lado positivo se forem utilizados resíduos para a composição da camada que sustenta a rocha natural. Por exemplo se para essa produção for utilizado o pó de rochas, gerado durante a serragem. Anteriormente à feira escutamos falar de materiais assim. Nos estandes, contudo, esses não estavam à mostra.

Em relação aos anos anteriores, houve também claramente mais expositores apresentando design próprio e não apenas cópias de produtos ocidentais. Aqui, como no caso desse novo porcelanato, parece claro que a indústria de rochas da China segue seu próprio caminho.

Mostraremos a seguir alguns exemplos de ideias em design e na composição de estandes.

Stonefair Xiamen, 6 a 9 de março 2013

Zheng Xiaoying

Fornecedores do novo porcelanato:

Vandrro

Marmocer

Xiamen Xieshunfa Stone

Stonelution

Longtops Stone