www.stone-ideas.com

Design: „A força simbólica e espiritual do mármore“

(Agosto 2012) O título com o qual as principais federações turcas do setor de rochas apresentaram-se no Salone del Mobile de Milão, „Assim falou o Mármore: A viagem te transforma“, pede uma explicação. Numa descrição modesta, tratou-se de um projeto de marketing em que 9 designers de renome internacional pensaram soluções para arquitetura de interiores utilizando mármore da Turquia. Entre os objetivos, também estava colocar à prova o nível técnico dessa indústria turca.

E além disso havia ainda um grande desafio artístico: simultaneamente os designers deviam „revelar a força simbólica e espiritual do material“, conforme informava um release de imprensa. O ponto de partida era o fato de que o mármore acompanha a humanidade desde sempre e assim pode desempenhar o papel de parâmetro do conhecimento, revelando os níveis de desenvolvimento técnico humano ao longo dos tempos.

Um repositário de saber foi também Zaratustra, cujo conhecimento fez dele figura de proa de regiões que hoje correspondem da Turquia até a Índia. O filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) batizou um de seus livros mais importantes de „Assim Falou Zaratustra“.

Entre os envolvidos no projeto estava a Istanbul Mineral Exporters’ Association (IMIB) e a Aegean Mineral Exporters’ Association (EMIB). A curadoria, da concepção à execução, foi confiada ao Studio Demirden Design, de Istanbul. A estreia do projeto aconteceu no Salone del Mobile de Milão, em abril deste ano, e a exposição deve itinerar por outras cidades.

Thus Spoke the Marble

Demirden Design

Turkish Stones

Fotos: Franco Chimenti

„Love’s Gazebo“ (Gazebo do Amor) é como o alemão Werner Aisslinger chamou sua obra, que lembra um jogo infantil. Suas 200 peças, cada uma com cerca de 10 kg, é composta de um sanduíche de mármore White Kavaklidere com um reforço de alumínio no meio.

Werner Aisslinger

Em „Recollection“ (Lembrança) Can Yalman, de Istanbul, posicionou frente à frente duas parades de mármore Marmara, como se fossem uma o positivo e a outra seu negativo. São 40 placas, cada uma de 250 cm x 25 cm e com 2 cm de espessuara. No piso estava aplicado lá o mármore negro Alexandrette Black. Na nossa foto, o piso é de madeira.

Can Yalman

„Unity“ (União) de Birsel + Seck (Turquia e França) é feita de 200 peças octavadas de mármore Kemalpasa White. Elas ligam-se em 10 fileiras até uma cúpula, numa forma que se vê em muitas cidades turcas.

Birsel + Seck

„Suspense“ é como o britânico James Irvine batizou sua mesa, a qual não está de pé, mas pendurada. O móvel compõe-se de uma placa de mármore Deep Blue. O teto acima contém uma longa listra de ônix branco translúcido. O conjunto devia conferir um ar mediterrâneo ao local.

James Irvine

Uma espécie de labirinto com muitos detalhes em mármore era a obra „Enlightenment“ (Iluminismo), de Alfredo Häberli, da Suíça. Cruzando os cômodos passa-se, entre outras coisas, por colunas de tamanhos e rochas diferentes.

Alfredo Häberli

Uma perspectiva aérea sobre uma paisagem campestre é o que desejavam representar os designers espanhóis do grupo El Ultimo Grito, com a obra „Vistas“. O arranjo funciona como assento e é composto de triângulos de várias alturas. Dispostos sobre uma armação, estão 15 tipos de mármore, com diferentes acabamentos em suas superfícies.

El Ultimo Grito

Em „Excitement“ (Excitação) Richard Hutten, da Holanda, criou um carro de transporte em madeira, cujo interior foi projetado como um longo e estreito corredor, com 10 m de comprimento. Paredes e piso são revestidos com rochas e na complexa marchetaria foram empregados 20 tipos de mármore.

Richard Hutten

Uma mesa para um grande banquete foi o projeto do Demirden Design, de Istanbul, realizado em mármores Kavaklidere White no tampo e Black Pearl no piso. Nessa instalação, batizada „Celebration“ (Celebração) o tema devia ser a hospitalidade mediterrânea e a confraternização à mesa.

Demirden Design

„Finality“ (Finalidade) de Emre Arolat (Turquia) era um lúgubre corredor através de paredes com mármore Dark Olive Marble e ônix no piso.

Emre Arolat

A propósito: também músicos já tematizaram a obra „Assim Falou Zaratustra“. Richard Strauss (1864-1949) compôs uma famosa peça de orquestra e Eumir Deodato deu a ela nos anos 1970 uma atualização pop.

Richard Strauss

Eumir Deodato