Arte: Idade da Pedra em Cyberia

(Janeiro 2013) Talvez não seja uma das grandes questões da humanidade, mas geólogos e escultores sempre se perguntam se no interior de uma rocha não haveria algo surpreendente para se descobrir. Uma resposta talvez jamais seja encontrada, porque sempre pode acontecer que aquilo que eventualmente haja lá dentro seja perdido assim que a rocha for aberta.

No mundo digital, ou usando um jargão, no Cyberspace, o jovem artista australiano Greg Petchkovsky descobriu uma possibilidade nova para esse tema: ele tomou um bloco de rocha cujo canto havia sido quebrado, remodelou a falha no computador e através de uma impressora 3D criou com pó de rocha, cola e corantes um remendo perfeito.

E mais: no processo descobriu que no interior da pedra haviam peças do jogo de encaixe Lego!

Claro que Petchkovsky desejou fazer um pouco de graça moldando peças de Lego no interior da rocha artificial que criou. O lado muito prático e inovador da brincadeira foi a possibilidade de reparar peças quebradas e ainda poder optar entre a possibilidade de tirar ou recolocar o remendo.

A criação foi resultado de um concurso promovido pelo site Instructables. Sob o slogan „Make it Real“ (Torne isso realidade) os idealizadores do certame premiaram ideias para criar objetos reais a partir de projetos digitais.

No caso de Petchkovsky a convocação caiu em terreno fértil: o jovem artista sente-se à vontade na Cyberia e ali cria com prazer peças que na realidade tridimensional jamais poderão ser concretizadas: o vídeo sobre esse reparo de rocha que também contém peças de Lego mostra ainda outro projeto, no qual um tijolo seco deixa gotejar um líquido estranho.

Petchkovsky trabalha no momento para o Studio Mighty Nice em Sydney e ali produz basicamente animações para filmes publicitários. Em seu site pessoal ele também expõe trabalhos feitos apenas com papel e tinta, sob a rubrica „Traditional Work“.

Quanto ao conteúdo artístico de suas ideias desenvolvidas no Cyberspace, ele se mantém bastante modesto: „Eu adoraria um dia produzir trabalhos artísticos mais profundos, mas todo trabalho que aparece no meu site foi criado com outros propósitos: 1) conseguir trabalho, 2) aprender e aprimorar minhas habilidades e 3) me divertir com isso!“

Devemos ainda relatar que a descoberta no interior da rocha de Petchkovsky infelizmente não respondeu à derradeira questão mencionada no início deste texto: ao tentar brincar com as peças Lego produzidas pela impressora 3D, se percebeu que elas não se encaixavam uma dentro da outra como seria de se esperar…

Ou seja, a pergunta quanto ao que os materiais de fato contém em seus interiores permanece em aberto.

Greg Petchkovsky

Video

Fotos: Greg Petchkovsky