www.stone-ideas.com

Crescimento movido a incremento de valor agregado

Turquia quer abandonar as matéria-primas para focar em produtos de design.

(Julho 2013) Os objetivos são ambiciosos: no ano do centenário de sua república, 2023, a Turquia quer estar entre os 10 grandes exportadores mundiais. O setor de rochas ornamentais deve contribuir para isso com vendas no valor de quase 7 bilhões de dólares. A afirmação foi feita há algum tempo pelo diretor da federação do ramo, IMIB, Mehmet Ozer.

Neste ano as exportações das empresas turcas de rochas ornamentais devem cruzar a barreira dos 2 bilhões de dólares, desde que o crescimento dos primeiros meses se mantenha até dezembro.

Em 2012 o país exportou no total 1,903 bilhão de US-$ (7,908 milhões de t) em rochas ornamentais.

Foram expressivos os crescimentos em relação ao ano anterior, sendo em valor de +13,68% e em volume +8,60%.

O mais importante é que a federação turca do setor fomenta especialmente o percentual de beneficiamentos, ou seja, trabalha para fazer crescer a participação de produtos de alto valor agregado. Com esse propósito a Turquia se fez presente com uma complexa instalação artística na Feira Mundial de Design em Milão (veja link abaixo), e pelo segundo ano consecutivo.

Além disso, organizou no ano passado um concurso para revelação de talentos em design (veja link abaixo).

Por fim, neste ano o país também fez uma apresentação grandiosa na feira Coverings, em Atlanta, nos Estados Unidos. „Nós queremos focar em produtos de design para conquistar uma participação maior no mercado americano“, informa um release de imprensa daquele evento.

A federação turca de rochas ornamentais não aposta portanto apenas em crescimento quantitativo, mas esforça-se também por obter maiores valores agregados.

Olhemos para os principais destinos da exportação turca de rochas ornamentais: no que diz respeito a blocos brutos, os destinos principais são China (+44% em valor, em comparação com o ano anterior) e Índia (+20%). Em produtos acabados, os EUA estão bem à frente (+16,7%). Os negócios com países europeus decresceu, em parte até em -10%.

No geral, constata-se uma mobilização maior em direção ao oriente: na Rússia e nas ex-repúblicas soviéticas o crescimento segue forte e constante, além dos países do Golfo Pérsico.

Vale destacar nesse ponto que a Turquia teve muito sucesso no ano passado vendendo para Indonésia e Cingapura (acima de +33% em ambos casos). Até aqui a China havia assumido um monopólio em alguns países da região, como Coréia do Sul e Japão.

IMIB

See also: Turquia se fez presente com uma complexa instalação artística na Feira Mundial de Design em Milão

See also: Concurso para revelação de talentos em design

(09.07.2013)