www.stone-ideas.com

Consejería de Hacienda em Zamora: paredes de vidro atrás de muro em rochas ornamentais

Estudio Arquitectura Campo Baeza: Consejería de Hacienda, Zamora.

(Setembro 2013) Do lado externo, os altos muros intimidam: 7 m de altura, com apenas 2 entradas baixas e poucas aberturas para janelas. Digamos que não é exatamente uma visão convidativa.

Os muros fazem parte da nova sede da Secretaria da Fazenda da cidade de Zamora, e eles seguem o contorno do antigo jardim de um monastério.

Os muros fazem parte da nova sede da Secretaria da Fazenda da cidade de Zamora, e eles seguem o contorno do antigo jardim de um monastério. No entanto, quando o visitante adentra o local, é invadido pela transparência e leveza da instalação: o prédio parece totalmente feito de vidro.

Essa construção pelo Estudio Arquitectura Campo Baeza foi uma das agraciadas em 2012 com prêmios da Bienal Española de Arquitectura y Urbanismo y en 2013 com el International Award Architecture in Stone da feira Marmomacc. Además de Alberto Campo Baeza colaboraram: Pablo Fernández Lorenzo, Pablo Redondo Díez, Alfonso González Gaisán e Francisco Blanco Velasco.

Especialmente interessante é o efeito do mesmo muro de arenito, que se de fora parece tão pouco convidativo, por dentro subitamente se torna caseiro e até elegante.

Especialmente interessante é o efeito do mesmo muro de arenito, que se de fora parece tão pouco convidativo, por dentro subitamente se torna caseiro e até elegante.

A rocha é a mesma que compõe a catedral ao lado e muitos outros prédios históricos dessa capital de província.

A rocha é a mesma que compõe a catedral ao lado e muitos outros prédios históricos dessa capital de província com 60.000 habitantes. O material foi fornecido pela empresa Areniscas de los Pinares.

É interessante mencionar uma peça situada na esquina diretamente ao lado da catedral, um bloco maciço com dimensões de 2,50 m x 1,50 m x 0,50 m com inscrição em baixo relevo que informa: „Aqui foi colocada a pedra fundamental, em maio de 2012“.

Quanto ao uso de rochas, é interessante mencionar uma peça situada na esquina diretamente ao lado da catedral, um bloco maciço com dimensões de 2,50 m x 1,50 m x 0,50 m com inscrição em baixo relevo que informa: „Aqui foi colocada a pedra fundamental, em maio de 2012“.

Contudo, o material que marca a edificação é o vidro. Entre outras coisas, destacam-se as lâminas exteriores, com impressionantes dimensões de 6 m x 3 m e 2,4 cm de espessura.

Contudo, o material que marca a edificação é o vidro. Entre outras coisas, destacam-se as lâminas exteriores, com impressionantes dimensões de 6 m x 3 m e 2,4 cm de espessura. As lâminas internas medem apenas metade daqueles valores e o ar entre as duas camadas serve como isolante térmico.

Em uma das lâminas está escrito: „Aqui foi instalada em maio de 2012 a lâmina fundamental“.

Em uma das lâminas está escrito: „Aqui foi instalada em maio de 2012 a lâmina fundamental“.

Com esse prédio os arquitetos puseram de ponta-cabeça a tradição arquitetônica do Mediterrâneo, pois o pátio interno, comum nas grandes construções locais, aqui é completamente ocupado pelos cômodos em vidro, e o local onde normalmente eram dispostos os cômodos, imediatamente após a fachada, tornou-se área livre para circulação, ao longo do muro externo em rocha.

E o que foi feito das sacadas, que nas construções mediterrânicas normalmente pontilham a fachada para o pátio interno? Eles podem ser encontrados nas áreas abertas externas da casa de vidro.

„Construir com luz“, é como os arquitetos resumem o conceito desse projeto. Eles fazem referência a um antigo sonho dos construtores e do ideário modernista, como o projeto de Mies van der Rohe para um arranha-céu em vidro na avenida Friedrichstrasse em Berlim, uma provocação impossível de ser realizada pela tecnologia da época.

Estudio Arquitectura Campo Baeza

Areniscas de los Pinares

Fotos: Javier Callejas Sevilla

Estudio Arquitectura Campo Baeza: Consejería de Hacienda, Zamora.Estudio Arquitectura Campo Baeza: Consejería de Hacienda, Zamora.

(13.09.2013)