www.stone-ideas.com

Um grosso muro de pedra seca estende-se pela casa para acumular calor

Com pequenos blocos de rochas ornamentais, o arquiteto alemão Anton Graf cria uma casa incomum em Portugal.

(Dezembro 2013) No sul da Europa, onde a temperatura é quente durante quase todo o ano, não se constrói com grossas paredes externas, contudo, as residências têm grande consumo energético, pois essas paredes não retêm realmente nos cômodos nem o calor nem o frio gerado por ar-condicionado.

Uma parede interna que se estende como uma espinha dorsal ao longo da construção.

Para resolver isso, o arquiteto alemão Anton Graf construiu em uma casa na cidade de Negreiros, em Portugal, uma grossa parede interna que se estende como uma espinha dorsal ao longo da construção e em rocha ornamental maciça, de modo a absorver e conservar muita energia.

Além disso, ela confere ao conjunto, com a aparência de um pavilhão térreo de vidro, concreto e metal, um charme bastante particular: os blocos brutos de granito tem superfície crua, que convida repetidamente ao toque. Essa superfície também combina com o estilo dos prédios históricos da região.

A casa foi indicada para o Prêmio Alemão de Rochas Ornamentais deste ano. Também trabalhou na construção o arquiteto português António Novais Madureira.

Uma particularidade da parede é que ela foi construída no método muro de pedra seca, sem adição de argamassa.

Uma particularidade da parede é que ela foi construída no método muro de pedra seca, sem adição de argamassa: são pequenos blocos de 130 cm de comprimento x 45 cm de altura x 30 cm de espessura, os quais estão apenas empilhados. Eles foram cortados com precisão suficiente para esse uso e provêm de uma pedreira a cerca de 200 km dali.

Trata-se de granito Amarelo de Luzelos, escolhido por sua cor e granulação.

Uma casa dotada de uma espinha dorsal do gênero necessita contudo de uma repartição interna bem planejada. Ali correm em ambos os lados da parede maciça ambientes de passagem...,

... a partir dos quais dividem-se os cômodos de uso comum e, do outro lado, os quartos de dormir.

Uma casa dotada de uma espinha dorsal do gênero necessita contudo de uma repartição interna bem planejada. Ali correm em ambos os lados da parede maciça ambientes de passagem, a partir dos quais dividem-se os cômodos de uso comum e, do outro lado, os quartos de dormir.

A parede maciça segue para além do espaço interno da casa.

Nos fundos, ela divide a área da piscina da entrada para garagem, jardim e escritório.

A parede maciça segue para além do espaço interno da casa. Nos fundos, ela divide a área da piscina da entrada para garagem, jardim e escritório.

90% do consumo de energia do aquecimento no piso são obtidos por coletores solares, informa o arquiteto, viabilizados graças ao isolamento térmico.

O beneficiamento das rochas foi feito pela empresa Zedasiães Granitos.

Anton Graf Architekt (em alemão)

Fotos: Luis Oliveira Santos, Aveíro

A casa foi indicada para o Prêmio Alemão de Rochas Ornamentais deste ano.

(11.12.2013)